Literatura –

da tabela blackjack: "Vidas Secas", de Graciliano Ramos, conta a história de Fabiano e de sua família de retirantes. O homem é acompanhado por sua mulher, Sinhá Vitória, pelos filhos não nomeados, chamados apenas de menino mais velho e menino mais novo, pela cachorra (esta sim, batizada ironicamente de Baleia, ou seja aquela que anda livremente pelo mar) e pelo papagaio.

O nordestino que vive na seca é retratado com sua fome e a necessidade de migrar pelo sertão. As personagens pouco se comunicam e, por incrível que pareça, a cachorra Baleia aparece mais humanizada que os próprios homens.

da apostaganha

ResumoAnálise da obraBiografia do autorEntenda o contexto do autorSaiba mais sobre o RegionalismoFaça o quiz sobre o livro

Livro Aberto – Casting
Antonio Carlos Olivieri – Entrevistador
Nicola Lauletta – Graciliano Ramos
Vanice Pedrazzini – Baleia
Rodrigo Gurgel – Narrador
Júlio Franco – Fabiano
Estela Lauletta – Sinhá Vitória
Ieda Alves – Mulher no pet 1
Bruna Lauletta – Mulher no pet 2
Alexandre Monari – Locutor vinhetas
Marcos Possato – Trilhas musicais

Adir Lima e Décio Gentil – Roteiro
Nicola Lauletta – Produção sonora, gravação e mixagem
Fernando Seixland – Gravação

Saiba mais sobre as leituras obrigatórias da Fuvest e da UnicampUma grande história de amor é tema de "Iracema", de José de AlencarSátira e julgamento moral marcam o "Auto da Barca do Inferno", de Gil VicenteEntenda a picaretagem em "Memórias de um Sargento de Milícias"Crítica social é foco de "O Cortiço", de Aluísio AzevedoCrítica ao progresso é lida em "A Cidade e as Serras" de Eça de QueirósConheça a poesia de Vinicius de Moraes em "Antologia Poética"Ciúme e traição marcam enredo de "Dom Casmurro" de Machado de AssisA saga de meninos de rua está em "Capitães da Areia", de Jorge Amado"Vidas Secas", de Graciliano Ramos, mostra como é dura a vida na seca