Os alemães estão de volta no futebol

Juca Kfouri

da blackjack casino: Jornalista, autor de “Confesso que Perdi”. É formado em ciências sociais pela USP.

Salvar artigos

Recurso exclusivo para assinantes

assine ou faça login

Descrição de chapéu Futebol Internacional Champions League Champions League Os alemães estão de volta no futebol País tetra mundial, de repente, põe três semifinalistas nas ligas europeias
  • benefício do assinante

    Assinantes podem liberar 7 acessos por dia para conteúdos da Folha.

    Já é assinante? Faça seu login ASSINE A FOLHA

    • Copiar link
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

20.abr.2024 às 14h30

  • Ouvir o texto

“Futebol é algo simples. São 22 homens correndo atrás de uma bola por 90 minutos. No final, os alemães sempre ganham”, observou certa vez, durante a década de 1990, o ex-atacante inglês Gary Lineker, hoje comentarista da BBC.

Ele mesmo, sempre irônico, havia revisto sua frase, em 2018, ao mudar a conclusão: “E no final os alemães já não ganham sempre”.

A depender do que veremos nos próximos dias, é possível que Lineker retome a frase original, porque três clubes alemães estão nas semifinais da Copa dos Campeões da Europa e da Liga Europa, a Copa Sul-Americana do Velho Continente.

O poderoso Bayern de Munique, machucado pelo Bayer Leverkusen ao ver interrompida sua monótona sequência de 11 títulos seguidos no Campeonato Alemão, superou o Arsenal e está entre os quatro semifinalistas da Champions, ao lado do Borussia Dortmund, que atropelou o Atlético de Madrid.

Os bávaros enfrentarão o predestinado Real Madrid, e o Borussia terá o PSG pela frente.

É fato que, se há favoritos nos dois embates, são os espanhóis e os franceses, os primeiros porque têm um timaço e a camisa detentora de 14 Orelhudas. Os segundos têm Kylian Mbappé, além de Ousmane Dembélé etcétera, como dizem os franceses quando falam francês.

Uma final germânica, porém, não será zebra, por tudo o que os bávaros já conquistaram (seis Champions) e porque o próprio Borussia foi campeão europeu na temporada de 1996/97, algo que o PSG desconhece.

De quebra, o Bayer Leverkusen, há 44 jogos sem derrotas, invicto na atual temporada, enfrentará a Roma na Liga Europa, depois de superar o West Ham nas quartas de final, com o que bateu o recorde da Juventus obtido em 2011/12.

É beeindruckend! (impressionante!), na língua de Goethe.

No dia 30 deste mês o Bayern recebe o Real e na semana seguinte vai a Madri.

No dia 1º de maio o Borussia recebe o PSG e na outra semana joga em Paris.

O Leverkusen jogará como mandante o jogo de volta, no dia 9 de maio, e em Roma uma semana antes.

Se houve um momento em que a final da Champions poderia reunir dois dos três espanhóis e a fase semifinal ter dois ingleses, os alemães é que tomaram a possibilidade.

Nada mau para quem andava meio esquecido no cenário mundial, embora a Bundesliga deste ano tenha a maior média de público do Planeta Bola, com 39.324 torcedores, ao superar a da Premier League, de 38.538. Só para comparar, a maior média brasileira, no mentirosamente chamado “País do Futebol”, é de 26.502 pagantes, obtida no ano passado.

Terá Lineker de voltar à frase original ou Real Madrid, PSG e Roma manterão sua nova versão como verdadeira?

Seja como for, a praga do 7 a 1 parece se diluir quase dez anos depois, embora o Bayern tenha conseguido superá-la em 2020, ao vencer o PSG na finalíssima, e o Eintracht Frankfurt, em 2021/22, tenha vencido a Liga Europa.

Lembre-se que a seleção alemã caiu na fase de grupos pela primeira vez em sua história, na Copa do Mundo de 2018, na Rússia, e voltou a ficar nessa etapa em 2022, no Qatar.

COMPETIÇÃO PRECOCE

Precocemente, pelo Brasileiro, Palmeiras e Flamengo se enfrentarão.

Como desrespeita as datas Fifa, a CBF antecipou os melhores clássicos do torneio para não coincidirem com a Copa América, que desfalcará os grandes times.

Jogos que deveriam ser marcados para hora agá foram antecipados porque a CBF sabota seu campeonato.

LINK PRESENTE: Gostou deste texto? Assinante pode liberar cinco acessos gratuitos de qualquer link por dia. Basta clicar no F azul abaixo.

  • benefício do assinante

    Assinantes podem liberar 7 acessos por dia para conteúdos da Folha.

    Já é assinante? Faça seu login ASSINE A FOLHA

    • Copiar link
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Leia tudo sobre o tema e siga:

  • Alemanha
  • Champions League
  • Europa
  • Futebol

sua assinatura pode valer ainda mais

Você já conhece as vantagens de ser assinante da Folha?Além de ter acesso a reportagens e colunas, você conta com newsletters exclusivas (conheça aqui).Também pode baixar nosso aplicativo gratuito na Apple Store ou na Google Play para receber alertas das principais notícias do dia.A sua assinatura nos ajuda a fazer um jornalismo independente e de qualidade. Obrigado!

sua assinatura vale muito

Mais de 180 reportagens e análises publicadas a cada dia. Um time com mais de 200 colunistas e blogueiros. Um jornalismo profissional que fiscaliza o poder público, veicula notícias proveitosas e inspiradoras, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?

ASSINE POR R$ 1,90 NO 1º MÊS

  • Veja outros artigos desse colunista
  • Envie sua notícia
  • Erramos?

Endereço da página

  • https://www1.folha.uol.com.br/colunas/jucakfouri/2024/04/os-alemaes-estao-de-volta-no-futebol.shtml
Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Termos e condições Todos os comentários Comente Comentar é exclusividade para assinantes.
Assine a Folha por R$ 1,90 no 1º mês
Compartilhar

  • Facebook
  • Twitter

Responda Denuncie