Projeto abre inscrições para pré-candidatas negras do Nordeste às eleições de 2024

da Copa Betano do Brasil: O Projeto Pretas no Poder: Participação Política, Representatividade e Segurança de Ativistas Negras, realizado pelo Odara – Instituto da Mulher Negra, está com chamada aberta até sexta-feira (17) para mulheres negras de todo o Nordeste que são pré-candidatas às eleições municipais deste ano.

da wingdus: Podem participar mulheres que tenham vivência na luta coletiva contra o racismo, patriarcado, sexismo, capitalismo e outras formas de opressão correlatas. Também é preciso estar filiada a partido de esquerda, reconhecer os direitos da população LGBTQIA+ e ter posicionamento crítico às violências contra negras trans, lésbicas e bissexuais e crítico às desigualdades raciais, de gênero e sexualidade dentro dos partidos.

O Projeto Pretas no Poder é desenvolvido desde 2021 pelo Odara, com o objetivo de ampliar a representatividade nas posições de tomada de decisão e realizar incidência no enfrentamento à violência política de raça e gênero. Para isso, o projeto promove o fortalecimento da participação política de mulheres negras candidatas, parlamentares e defensoras de Direitos Humanos nas regiões Nordeste e Amazônia.

Em contrapartida à participação no projeto, o Instituto Odara requer que as pré-candidatas realizem pelo menos um encontro de mulheres negras em sua comunidade ou território, para promoção de debate sobre algum dos pontos elencados na Carta aberta à Sociedade: Questões Inegociáveis para Mulheres Negras e Indígenas na Disputa por Poder (2022).

Projeto Pretas no Poder

Desde 2021, quando foi criado, o Projeto Pretas no Poder já realizou diversos eventos e ações com o objetivo de ampliar a presença de mulheres em espaços de tomada de decisão. Uma dessas ações foi a construção do Relatório "E eu não sou uma mulher": Eleição de mulheres, fraudes raciais e racismo contra candidatas negras no Nordeste em 2022, publicado em 2023.

Também tem realizado a Escola Beatriz Nascimento – Turma Pretas no Poder, ciclo semestral de formação direcionada às mulheres negras ativistas pré-candidatas nas eleições de 2024, e mulheres negras integrantes de suas equipes. Além disso, também lançou, em 2022, um mapeamento da violência política contra mulheres negras do Nordeste.

As inscrições podem ser feitas através de formulário eletrônico até sexta-feira (17). A lista de selecionadas deve ser publicada na segunda-feira (20).

Fonte: BdF Bahia

Edição: Gabriela Amorim

Relacionadas

  • 'Os desafios atuais são muitos, a começar por nos mantermos vivas', afirma Anielle Franco 
  • Mulheres negras ocupam apenas 2% das vagas no Congresso Nacional
  • Opinião | “Sementes: mulheres pretas no poder”, as sobreviventes da política do ou/ou

Outras notícias

  • Elmano de Freitas diz que PT se prepara para 'disputa intensa' pela prefeitura de Fortaleza
  • Maduro responde reportagem de O Globo sobre cartão eleitoral da Venezuela e chama jornal de 'mentiroso'
  • Pré-candidato à prefeitura de São Paulo, Guilherme Boulos participará de evento promovido por corinthianos progressistas